Notícias

De 4 a 6 de junho em SP, SEFE9 discutirá o estado da arte da engenharia de fundações

Mai 14 2019

O maior encontro da indústria de fundações no hemisfério Sul acontece em São Paulo nos próximos dias 4, 5 e 6 de junho. Os organizadores esperam contar com mais de 10 mil visitantes do Brasil e de outros 24 países. O 9º Seminário de Fundações Especiais e Geotecnia (SEFE9) é uma realização da ABEF, com apoio da ABEG, ABMS e SINABEF. A realização é da empresa QE Eventos Especiais. O encontro vai acontecer nas instalações do Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP).

O SEFE9 vai abordar temas que fazem parte do cotidiano do engenheiro de fundações, seja o projetista ou o executor, aponta o engenheiro Frederico Falconi (foto à direita), que no dia 5/6 participará, como palestrante, da mesa-redonda 3, sobre fundações, ao lado dos colegas Alessander Kormann, ex-presidente da ABMS, e Ilan Davidson Gotlieb, presidente da ABEG. 

Falconi lembra que outro foco do encontro é a apresentação de inovações tecnológicas nesse segmento, que passa hoje por crise em decorrência da substancial redução nos investimentos públicos voltados à infraestrutura e da falta de confiança do empresariado para voltar a investir em novos projetos.

Ilan Gotlieb (foto à esquerda), presidente da ABEG e sócio-diretor da MG&A Consultores de Solos, associada à entidade, explica que um dos diferenciais do SEFE é o fato de que o encontro estimula as discussões técnicas, favorece o debate com a plateia e a troca ideias. 

Também palestrante do SEFE9, o engenheiro Nelson Aoki, da empresa Nelson Aoki, associada à ABEG, lembra que os profissionais da indústria de fundações que participam do Seminário chegam com a intenção de descobrir novas tecnologias e equipamentos para a execução de fundações. Já os projetistas querem saber da evolução dos projetos e da relação entre risco e fator de segurança, enquanto os estudantes de engenharia comparecem ao evento para aprender com os engenheiros mais experientes.

Análise e Gestão de Riscos

Em um momento crítico para a engenharia brasileira, em função de acidentes recentes envolvendo barragens, pontes e viadutos, o tema “análise e gestão de riscos” não poderia ficar de fora do SEFE9. 

No dia 6/6, a mesa-redonda “Análise de Risco na Prática da Engenharia Geotécnica”, presidida por Rogerio Amaral Pinto de Almeida (GNG), terá palestras de três grandes especialistas no tema – os engenheiros e professores André Assis, Nelson Aoki e Waldemar Hachich.

Sobre o tema, Frederico Falconi, da empresa ZF & Engenheiros Associados, associada à ABEG, diz que “a engenharia não é uma ciência exata”. Para ele, “riscos são inerentes a toda atividade que envolva a área de geotecnia”. Por isso, afirma, “temos que formar mais e mais engenheiros e engenheiros de boa qualificação técnica. A parti daí, podemos melhorar o Brasil trabalhando de uma forma mais técnica e mais afinada com as melhores práticas da engenharia mundial.”

Integrante da mesa-redonda de Análise de Risco, o engenheiro Nelson Aoki (foto à direita) assegura que “é possível determinar o risco geotécnico, afinal ele depende da variabilidade do terreno, do tipo de fundação e das cargas atuantes”. Na sua palestra, Aoki irá explicar como uma simples equação de segundo grau pode relacionar o fator de segurança e o fator de risco. “Consigo representar o risco através dessa equação, fazendo com que o cliente entenda o assunto em sua própria linguagem, ou seja, a financeira”.  Aoki diz que “é necessário que o risco, para ser entendido por todos, seja informado em termos financeiros”.

Tirantes

O engenheiro Ivan Grandis, da empresa IGR Consultoria de Solos e Serviços de Engenharia, associada à ABEG, fará parte da primeira mesa-redonda do dia 4/6 sobre “Tirantes”, que será presidida por Walter Iório (Embrageo), ex-presidente da ABEF, e terá como palestrantes os engenheiros Paulo Henrique Vieira Dias (SEEL) e Sergio Azakawa (Arteris), além de Grandis. O foco irá recair sobre a norma de Execução de tirantes ancorados no terreno. Revisada no final do ano de 2018, essa norma estabelece os requisitos para os projetos e a execução de tirantes ancorados no terreno. 

Solos Reforçados

O engenheiro Eugênio Pabst, da empresa Interact Engenharia, associada à ABEG, fará parte do debate sobre Solos Reforçados em Corte, em mesa presidida pelo engenheiro Gilberto Manzalli (foto à esquerda), presidente da ABEF, cujos palestrantes serão os engenheiros Felipe Gobbi Silveira (Geobrugg) e George Telles (Solotrat), além de Pabst. “Vou fazer uma provocação aos presentes em relação a um tema sobre o qual há muitas dúvidas durante a elaboração das normas”, afirma o engenheiro.

 

Palestra Fundações de Torres Eólicas

No último dia de seminário, o engenheiro Jarbas Milititsky (foto à direita), da empresa Milititsky Consultoria Geotécnica, associada à ABEG, ministrará palestra sobre Fundações de Torres Eólicas. Ex-presidente da ABMS, Milititsky têm experiência e conhecimento em uma área hoje de grande importância para o Brasil, que é a geração de energia eólica, cuja capacidade de produção é hoje equivalente ao que pode produzir a Usina de Itaipu. “Cada vez que se constroem mais parques de aerogeradores no Brasil, uma experiência que antes não era habitual”, afirma o engenheiro.

As inscrições já estão abertas, devem ser feitas pelo site do evento e o valor a ser pago na inscrição varia de acordo com a categoria de cada participante.

Acompanhe a Programação Técnica por aqui.

Minicursos

Os minicursos serão realizados no dia 3 de junho – um dia antes do SEFE - sendo duas atividades pela manhã e três no período da tarde. Todas as atividades acontecerão no Hotel Transamérica, localizado na Av. das Nações Unidas, 18591 - Vila Almeida, São Paulo (SP).

Os temas abordados serão Rebaixamento temporário de Aquíferos e Percolação de Água através dos Solos, instruído pelo engenheiro Urbano Rodriguez Alonso. Ensaio de Carregamento Dinâmico, instruídos pelos engenheiros Sergio Valverde, Rafael Marin Valverde e Jorge William Beim. Aplicações do Ensaio de Piezocone a Engenharia Geotécnica, instruído pelos engenheiros Heraldo Giacheti/ Fernando Schnaid. Tratamento de Solo: Técnica de Melhoria de Solos Moles, Fundamentos e Caos de Obras, instruído pelos engenheiros Márcio Almeida e Maria Esther Soares Marques. E Tirantes, instruído pelo engenheiro Paulo Henrique Vieira Dias.

Para saber mais sobre valores, horários e locais dos minicursos, clique aqui

 

Ler 712 vezes
Avalie este item
(0 votos)

About The Author

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.